2. Quais as 7 vibrações/Orixás principais saudados?

Sobre os Orixás que incorporam em nossa casa, temos que apontar que isto não ocorre. Em geral, compreendemos que os Orixás (Ogum, Oxóssi, etc) que incorporam nos terreiros trazendo com sua dança seu "axé", revelam práticas próprias do Candomblé, para o qual, genericamente, o Orixá é considerado uma espécie de divindade regente de um determinado vetor do mundo. Na Umbanda, conforme aprendemos com o Caboclo das Sete Encruzilhadas, as manifestações por meio da incorporação revelam espíritos desencarnados, cada qual com seu próprio grau de elevação espiritual. Nesse sentido, as incorporações não revelam divindades, mas tão somente espíritos que no Candomblé seriam considerados "eguns".
Estes espíritos, seja qual for o grau de elevação, pertencem a Linhas, espécies de agrupamentos que podem ser compreendidos como se fossem um exército, isto é, são comandadas por espíritos muito iluminados que orientam as ações de seus subordinados.
O Chefe (modo como chamamos carinhosamente o Caboclo das Sete Encruzilhadas) indicou que as linhas seriam comandadas por espíritos muito elevados, que, quando encarnados, viveram de modo tão especial o Evangelho de Cristo que passaram a ser memorados como Santos no âmbito da Igreja Católica.
Assim, são os comandantes supremos das Linhas: São Sebastião, São Jorge, Nossa Senhora da Conceição, Santa Bárbara, São Jerônimo e o próprio Jesus.
Os espíritos que passaram a trabalhar na casa a partir do inicio dos trabalhos com Zélio de Moraes, trazendo suas experiências de suas vidas terrenas recentes (conforme aponta Kardec no Livro dos Espíritos e no Livro dos Médiuns) passaram a designar estes espíritos a partir da denominação sincrética com a qual estavam acostumados. Deste modo, as Linhas passaram a ser conhecidas a partir do nome dos Orixás africanos, sendo designadas como Linha de Oxóssi, Linha de Ogum, Linha de Iemanjá, Linha de Iansã, Linha de Xangô e Linha de Oxalá, respectivamente.
Manifestam-se na casa Caboclos e Pretos Velhos, cada qual pertencente a uma Linha. Além deles, manifestam-se também Crianças.
Mesmo os Guias possuem níveis vibracionais, denotando evolução espiritual e hierárquica em níveis diferentes. Em nossa casa manifestou-se, por intermédio de Zélio de Moraes, um Caboclo da Linha de Ogum denominado Orixá Mallet. Grande conhecedor de magia, era responsável por trabalhos de demandas, sendo quem trouxe a nós o ritual da descarga dos médiuns e do Amaci, por exemplo. O nome Orixá designava que era um espirito elevado, uma espécie de General ou líder de falange, para tratar em termos de Umbanda. Leal de Souza, jornalista responsável pelo primeiro livro sobre a Umbanda, falou sobre este elevado espirito, apontando que era o único Guia de tamanha envergadura que tinha tido a oportunidade de conhecer.

Ponto do Caboclo das Sete Encruzilhadas

Entre em contato:
tenda.nsp@gmail.com

Encontre-nos:
Rua José Ribamar Pereira Ramos, 271
Cachoeiras de Macacu – RJ

22°25'02.5"S 42°37'15.6"W

Siga-nos.